"O número total de infectados nestes três campos de férias é de 227 num total de 1.275" jovens participantes, declarou à televisão pública CBC Charles Gardner, responsável de saúde pública do distrito de Simcoe-Muskoka.

É nesta comuna, situada cerca de 150 Km a norte de Toronto, que se encontram as três colónias, cujas autoridades não desejaram divulgar os nomes.

Os casos não são "graves", sublinhou Gardner. "Têm tosse ou febre, estão indispostos, mas nenhum teve de ser hospitalizado", disse.

Estas colónias são alvo de uma vigilância acrescida, mas em nenhum caso o seu encerramento é encarado, acrescentou, indicando que os familiares dos pacientes foram contactados para que estes possam recuperar em casa.

Mais de 10.000 pessoas contraíram o vírus A H1N1 no Canadá.

O último balanço oficial do ministério canadiano da Saúde, publicado quarta-feira, contabilizou 10.156 casos, entre os quais seis novas mortes, o que eleva para 45 o número de mortos ligados ao vírus neste país.


Lusa