"Esperamos testar uma vacina no início de Agosto", indicou o director do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecto-contagiosas, Anthony Fauci, depois de um encontro em Washington, que reuniu responsáveis sanitários, médicos e organismos públicos com o objectivo de estabelecer uma estratégia para combater o vírus H1N1.

A secretária da Saúde norte-americana Kathleen Sebelius anunciou igualmente que a vacina poderá ser distribuída, em grande escala, no início de Outubro.

Sebelius acrescentou que a vacina será supervisionada pelo governo federal e distribuída nos 50 Estados norte-americanos para vacinar as populações mais vulneráveis, nomeadamente os mais jovens.

Em todo o mundo, vários laboratórios farmacêuticos estão a trabalhar no desenvolvimento de uma vacina contra a gripe A.

Em França, as negociações entre os laboratórios e o Estado para a aquisição de vacinas deverão ter início nos próximos dias.

Segundo o último balanço da Organização Mundial de Saúde (OMS), 100 mil pessoas foram infectadas com o vírus H1N1 em 137 países e territórios.

A doença já fez 440 vítimas mortais, de acordo com os mesmos dados.