Gripe A (H1N1)
Noticias sobre a evolução da Gripe A em Portugal

30
Jul 09

O Ministério da Saúde (MS) anunciou, hoje, mais 17 casos confirmados de infecção pelo vírus da Gripe A(H1N1), o que eleva para 265 o número total de pessoas infectadas em Portugal. Segundo uma nota do gabinete da ministra Ana Jorge, cinco das 17 pessoas infectadas estão hospitalizadas, mas deverão ter alta entre hoje e quinta-feira.

 

Nos Hospitais da Universidade de Coimbra foi assistida uma mulher de 42 anos e um homem de 21 anos, ambos vindos de Ibiza, um rapaz de 14 anos, regressado do Reino Unido, e uma mulher de 18 anos (transmissão secundária).

Uma menina de 7 anos está a ser acompanhada no Hospital Pediátrico de Coimbra, depois de ter passado por Londres. O Hospital de Faro referenciou dois homens, ambos com 19 anos, sendo um deles um caso de transmissão secundária e o outro suspeito de transmissão terciária.

Está também a ser seguida no Hospital de São João, no Porto, uma mulher de 45 anos, após estadia em Espanha.

Em Lisboa, no Hospital Curry Cabral, foram referenciados dois casos de ttransmissão secundária, ambos do sexo masculino, de 39 e 20 anos, e dois homens, de 52 e 18 anos, vindos de Palma de Maiorca.

Por esta unidade hospitalar passaram ainda um homem de 26 anos proveniente de Londres, uma rapariga de 17 anos vinda da Alemanha, uma mulher de 24 anos regressada de Ibiza e uma mulher de 22 anos proveniente do Brasil.

No Hospital Dona Estefânia foi assistida uma menina de 6 anos, vinda de Espanha.

"Desde o início de Maio verificou-se, em Portugal, um total cumulativo de 265 casos confirmados de Gripe A (H1N1). Estas pessoas têm vindo a retomar a sua vida diária, com normalidade. Não existiu, na maioria dos casos, necessidade de internamento hospitalar", afirma o Ministério da Saúde, em comunicado.

Tamiflu em falta

Por causa da grande procura registada nas últimas semanas, o laboratório que produz o Tamiflu não tem medicamentos para entrega.

O laboratório esclarece que o Tamiflu não está propriamente esgotado, mas para já não há mais para entregar nas farmácias.

O Infarmed já tem conhecimento da situação e o laboratório assegura que o problema da falta de Tamiflu deverá estar resolvido na próxima semana.

Com Lusa

 

publicado por HF às 10:34
arquivos
pesquisar neste blog
 
arquivos