Gripe A (H1N1)
Noticias sobre a evolução da Gripe A em Portugal

14
Set 09

Vila Real de Santo António, 14 Set (Lusa) - A procura de Tamiflu por espanhóis nas farmácias portuguesas junto à fronteira em Vila Real de Santo António tem sido reduzida, apesar de o medicamento não ser vendido em Espanha.

 

Das três farmácias existentes em Vila Real de Santo António, cidade algarvia que faz fronteira com Ayamonte, apenas uma foi abordada por dois espanhóis que procuravam o medicamento para tratar a gripe A (H1N1), mas estes foram informados de que só o poderiam adquirir mediante apresentação de receita médica.

"Tivemos dois casos de espanhóis que procuravam comprar Tamiflu [nome comercial da substância activa Oseltamivir], mas nós não vendemos, porque é necessário ter receita médica", disse à Lusa a directora técnica de uma das farmácias, Liliana Pesaresi.

A mesma fonte acrescentou que, "fora esses casos, não se tem registado grande procura desse medicamento por parte de espanhóis".

Esta tem sido a tendência verificada também nas outras duas farmácias, com excepção de "um caso de uma espanhola que trazia receita e levou o medicamento", adiantou Ângelo Marques, farmacêutico que trabalha noutro estabelecimento.

"Foi o único caso de alguém que veio cá à procura do Tamiflu, mas trazia uma receita espanhola, por isso foi atendida e levou o medicamento",contou, precisando que "o medicamento é vendido com receita portuguesa, mas se for de Espanha ou de França também é dispensado".

Outro funcionário da farmácia, que pediu anonimato, acrescentou que "não tem havido casos de espanhóis à procura desse medicamento" e considerou que a procura, mesmo entre os portugueses, "é baixa".

"Já trabalho em farmácia há muito tempo e, que me recorde, este até foi dos anos em que se venderam menos antigripais normais. Já houve anos em que a gripe sazonal teve mais impacto e houve uma maior procura destes medicamentos do que está acontecer agora com a gripe A", comparou a mesma fonte.

Na terceira farmácia "não houve casos de espanhóis à procura do Tamiflu", garantiu um dos funcionários, Luís Marques, enquanto um colega manifestava a sua concordância e estranheza por o medicamento não ser vendido nas farmácias espanholas.

"Não tive nenhum espanhol aqui à procura de Tamiflu. Nós só o vendemos com receita médica", frisou.

MHC.

Lusa/fim.

 

publicado por HF às 14:05
arquivos
pesquisar neste blog
 
arquivos