Gripe A (H1N1)
Noticias sobre a evolução da Gripe A em Portugal

15
Set 09

Perto de 40 por cento dos mortos devido à gripe A H1N1 ou dos atingidos pela variante mais grave da doença são pessoas geralmente de boa saúde e bastante jovens, indicou hoje um especialista da Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

"Quarenta por cento dos casos de doença mais graves, assim como dos casos mortais atingem as pessoas que são consideradas como geralmente de boa saúde", explicou Sin Lun Tam, um especialista da OMS convidado para a conferência europeia das doenças pulmonares a decorrer até quarta-feira em Viena.

Adiantou que mais de metade das pessoas atingidas pelas formas mais graves desta gripe têm 20 anos ou menos.

Na Austrália e nos Estados Unidos a taxa de crianças entre os casos dos doentes mais gravemente atingidos pelo vírus, "de que não se conhece exactamente a origem", foi a mais elevada, indicou ainda o especialista.

Por outro lado, segundo o especialista, 15 a 30 por cento dos doentes hospitalizados têm de ser internados nos serviços de cuidados intensivos e a infecção com o vírus H1N1 "leva mais frequentemente a complicações pulmonares que em casos das gripes sazonais habituais".

A taxa de mortalidade é mais elevada nos grupos de pessoas entre os 25 e os 49 anos ou mais velhos, de acordo com as últimas estatísticas da OMS.

Até 11 de Setembro, a OMS tinha registado no mínimo 3.205 mortes desde o aparecimento do vírus H1N1 em Março e Abril.

Lusa

 

publicado por HF às 13:45
arquivos
pesquisar neste blog
 
arquivos