Gripe A (H1N1)
Noticias sobre a evolução da Gripe A em Portugal

24
Set 09

 

Um homem de 41 anos, infectado com o vírus da Gripe H1N1, morreu no Hospital de Santo António no Porto, tornando-se na primeira vítima mortal em Portugal - anunciou esta quarta-feira a ministra da Saúde. A vítima era um emigrante português em França, de férias em Portugal, que tinha um transplante renal há 14 anos e estava em rejeição do rim.

 

Segundo a ministra Ana Jorge, o doente estava internado no Hospital de Santo António desde 3 de Setembro, com prognóstico reservado, devido ao agravamento do quadro clínico de uma infecção bacteriana com pneumonia.

Antes, a vítima esteve internada numa unidade de saúde francesa com uma infecção bacteriana, tendo, a seu pedido, recebido alta no final do mês de Agosto e viajado para Portugal.

Desde que entrou no Hospital de Santo António, e de acordo com a ministra Ana Jorge, o doente manteve sempre uma situação clínica "grave com falência de vários órgãos".

Devido à existência de dois casos de infecção com o vírus H1N1 no serviço de infecto-contagiosas, o hospital efectuou análises a vários doentes, tendo o resultado, conhecido a 15 de Setembro, dado positivo no homem que faleceu hoje de manhã.

Numa conferência de imprensa sem direito a perguntas, a governante reiterou que se mantém todas as medidas até agora adoptadas para prevenção do vírus H1N1, referindo que os serviços e a população devem manter-se tranquilos e respeitar todas as instruções que têm sido difundidas.

"Esta gripe continua a apresentar padrões clínicos correspondentes aos inicialmente previstos", tranquilizou a ministra da Saúde.

Ana Jorge anunciou para sexta-feira, às 10h horas, mais esclarecimentos sobre este caso, numa conferência de imprensa a realizar no Hospital de Santo António, no Porto, com o corpo clínico que acompanhou o doente.

A ministra fez também esta quarta-feira novo balanço da situação da gripe A em Portugal.

No período entre 14 e 20 de Setembro foram diagnosticados 2.213 novos casos de síndrome gripal.

Nessa semana estiveram hospitalizados 20 doentes. Destes, 8 em unidades de cuidados intensivos, sendo que 5 já estavam internados na semana anterior.

Relativamente à situação clínica, a maioria dos casos diagnosticados não registou gravidade.

A maioria dos casos (88,3%) registou-se em Portugal Continental. Na Região Autónoma dos Açores verificaram-se 10,5% dos casos e 1,2% na Região Autónoma da Madeira.

O Ministério mantém o alerta aos cidadãos para, em caso de sintomas de gripe, contactarem de imediato a Linha de Saúde 24 (808 24 24 24) e seguirem as indicações que lhes são dadas.

O Ministério da Saúde faz, semanalmente, o ponto de situação da evolução da infecção da Gripe A no seu site. A mesma informação pode também ser consultada no Microsite da Gripe, no site da Direcção-Geral da Saúde.

 

publicado por HF às 08:37
pesquisar neste blog
 
arquivos