Gripe A (H1N1)
Noticias sobre a evolução da Gripe A em Portugal

24
Set 09

 

A directora da unidade de cuidados intensivos polivalentes do Hospital de Santo António disse hoje que o doente internado na unidade de saúde do Porto morreu com "infecção bacteriana" e não pela infecção com o vírus da gripe A.

 

Irene Aragão confirmou que o doente que morreu quarta-feira teve contacto com o vírus H1N1, mas realçou que, quando aquele deu entrada no hospital não tinha qualquer sintoma que pudesse ser associado à gripe A.

"Afirmar que ele morreu por gripe A seria muito exagerado", corroborou o secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, presente na mesma conferência de imprensa.

No serviço do Hospital de Santo António onde o doente - de 41 anos, com transplante renal há 14 anos e em rejeição do órgão, e que tinha uma infecção abdominal de origem bacteriana - esteve internado registaram-se dois casos de gripe: um de um doente e outro de uma enfermeira, mas esta não chegou a contactar com o doente que entretanto morreu, indicou Irene Aragão.

Dia 3 de Setembro, o doente em causa foi internado no Hospital de Santo António, na sequência de um quadro de infecção com pneumonia, com prognóstico reservado.

Por precaução, acrescentou a responsável clínica, foram realizados exames laboratoriais e constatou-se que o doente tinha "serologia positiva", ou seja, que estava em contacto com o vírus.

Mais de 2200 novos casos de síndrome gripal foram diagnosticados entre 14 e 20 de Setembro, dos quais duas dezenas resultaram em hospitalizações, segundo o Ministério da Saúde.

Dos 20 doentes hospitalizados, oito estiveram em unidades de cuidados intensivos, sendo que cinco estavam internados na semana anterior.

 

publicado por HF às 11:35
arquivos
pesquisar neste blog
 
arquivos